quinta-feira, 22 de junho de 2017

DEPENDE DO PONTO DE VISTA


POR JOYCE BOECHAT HENRIQUE DE PAULA


Abri a janela e olhei pra frente. Nenhum sol, dia normal. Apesar de algumas nuvens embelezando o céu, não tinha nada de mais. Muitos prédios, comércios, coisas e pessoas.
Fiquei na janela um tempinho olhando, respirando fundo a poluição da capital...até que reparei um solzinho vindo de lado, bem de leve. Coloquei a cabeça pra fora da janela...e o vi!! O sol tava lá, dando "tchau" pra quinta feira, certo de que cumpriu o que tinha pra fazer hoje. Me senti engraçada por estar feliz em ver o sol. Mas é isso. Eu não tinha visto antes de procurar. E por isso logo concluí que o dia era "como outro qualquer". Mas, na verdade, nunca é!
E dependeu só de mim. Ninguém mais.

Foto: Joyce B. Henrique de Paula



sábado, 7 de janeiro de 2017

LAMENTO DO DESEJO

Num olhar da psicanálise, Soraia Souza Rodrigues escreveu* que o desejo não se trata de algo a ser realizado e que na descoberta de si, descobrimos a falta (nunca completada) e precisamos lidar com a frustração constante...

Lamento não enxergar no cosmos a completude de mim.
Lamento não suportar a frustração da falta... já que o desejo não será abastado sua demanda.
Lamento que o outro seja cobrado pelo que desejo, já que o desejo é de mim.
Lamento o egoísmo do desejo ao idealizar a demanda...
Lamento de mim...
 
http://www.psicologia.pt/artigos/textos/TL0158.pdf