segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Mesmo que depois

Por Joyce Boechat

O amor,

Mesmo que pulse intensamente,

Mesmo que te faça sorrir quando quer chorar,

Mesmo que em algum momento ele te faça sofrer,

Mesmo que você compare suas vontades,

Mesmo que ele te faça fazer coisas que nunca fez,

Mesmo que você ainda esteja de olhos fechados,

Mesmo que você não saiba o tamanho que já está,

Deve ser vivido intensamente,

Pois depois de lágrimas, vem sorrisos e abraços

Depois do sofrimento, vem o perdão e a reconciliação

Depois de fazer coisas que nunca fez, você vai ter aprendido

Depois de abrir os olhos, verá a recompensa

E se no fim, tudo for verdadeiro

Depois do amor, verá o eterno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário